/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália obriga postos a exibir preço médio da gasolina

Medida foi aprovada em meio à disparada dos valores

ROMA, 01 agosto 2023, 18:17

Redação ANSA

ANSACheck

Motoristas na Itália poderão comparar preços em postos de gasolina com a média regional - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Entrou em vigor nesta terça-feira (1º) uma norma do governo da Itália que obriga os postos de gasolina a exibir as médias dos preços dos combustíveis ao lado dos valores praticados pelo estabelecimento.

A medida foi aprovada em meio à disparada dos preços dos combustíveis no país, após a gestão da premiê Giorgia Meloni não ter renovado desonerações ao setor na virada de ano, e mira combater eventuais aumentos especulativos.

Em seu site, o Ministério das Empresas e do Made in Italy publicou a média dos preços da gasolina e do diesel em rodovias e para cada região do país.

O valor mais alto da gasolina sem chumbo é registrado na província autônoma de Bolzano (1,945 euro por litro), no extremo-norte da Itália, enquanto o mais barato é o da região de Marcas (1,892 euro por litro), no centro da península.

Segundo a associação de defesa do consumidor Altroconsumo, os preços médios da gasolina nas estradas cresceram 2,8% desde 26 de julho, período de intensa movimentação de turistas, enquanto o diesel avançou 2,5%.

Se verificarem preços anormais, os consumidores poderão denunciar os postos à Guarda de Finanças. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use