/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália investiga possível feminicídio de idosa de 71 anos

Marido levou corpo a hospital alegando queda de escadas em casa

ROMA, 02 janeiro 2024, 15:09

Redação ANSA

ANSACheck

Carabineiros foram acionados por hospital - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma mulher de 71 anos, identificada como Rosa D'Ascenzo, deu entrada morta na noite desta segunda-feira (1º) no hospital de Civita Castellana, na província de Viterbo, na Itália, levada pelo marido.

O homem, Giulio Camilli, um pastor de 73 anos, relatou que a idosa teria caído nas escadas de casa após um mal-estar, na cidade de Sant'Oreste, na província de Roma.

No entanto, os médicos constataram que as lesões não eram compatíveis com essa versão e acionaram os carabineiros.

O homem foi levado para a delegacia e o caso é investigado pelo Ministério Público de Tivoli, incluindo a hipótese de feminicídio.

Os investigadores querem saber, por exemplo, se houve episódios anteriores de violência doméstica de qualquer natureza.

Durante uma primeira inspeção na casa, os carabineiros encontraram objetos com vestígios de sangue.

Até o momento, não foram identificadas denúncias anteriores apresentadas pela vítima.

 
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use