Messina Denaro falsificou seus documentos em Roma, diz relatório

Antigo líder da Cosa Nostra passou quase 30 anos foragido

Antigo líder da Cosa Nostra passou quase 30 anos foragido da polícia (foto: ANSA)
Antigo líder da Cosa Nostra passou quase 30 anos foragido da polícia (foto: ANSA)

(ANSA) - Em julho passado, três meses antes de falecer, o chefão mafioso italiano Matteo Messina Denaro revelou aos promotores que todos os seus documentos falsos foram feitos em Roma.

O antigo líder da Cosa Nostra, que passou quase 30 anos foragido da policia, comentou que sempre teve vários documentos falsos para continuar fugindo das autoridades.

"Todos os meus documentos vieram de Roma, pois lá tem documentos para todo mundo e são documentos sérios. Tem uma rua na região que todos passam por lá", explicou.

Com isso, o falecido mafioso deixou claro que os documentos falsificados usados durante seu tempo na clandestinidade não foram feitos por seus cúmplices em Trapani.

O antigo chefão da poderosa máfia siciliana faleceu em outubro, aos 61 anos, após uma batalha contra um câncer no cólon. (ANSA).